Tipos de medicamentos: homeopático, genérico, manipulados e outros

Perguntas e respostas sobre tipos de medicamentos. Medicamento homeopático? Medicamento similar? Medicamento genérico? Medicamentos manipulados? Medicamentos importados?

» Página Inicial

Medicamento homeopático?

É o medicamento que segue a doutrina da cura pelo semelhante, ou seja, são substâncias capazes de causar sintomas de uma determinada doença no organismo sadio para que o sistema imunológico defenda a doença. É conhecida como dinamização (energização do medicamento). Sendo a homeopatia uma técnica mais natural, comparada à alopatia.

Ex: Buchinha paulista, usada para tratamento de sinusite.

Medicamento similar?

É aquele que apresenta a mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, preventiva ou diagnóstica, em comparação ao medicamento de referência; podendo diferir somente em características relativas ao tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem, rotulagem, excipientes e veículos.

Esse é mais barato. E a farmácia ao comprar um ganha da distribuidora outros dois, assim, representam lucro certo.

Ex: Laboratório como Cimed, Geolab, Hipolabor, produzem esses medicamentos.

Medicamento genérico?

É aquele que tem as mesmas propriedades do medicamento de referência comprovadas por testes de bioequivalência. Por isso os genéricos são considerados intercambiáveis com os de referência, o que quer dizer que o paciente pode usar tanto um como o outro. O medicamento genérico não tem nome fantasia, só o da substância que é o seu princípio ativo. Na rede pública de saúde, os médicos têm de receitar os remédios pelo nome do princípio ativo. Na embalagem, eles são identificados por uma tarja amarela, sobre a qual é impressa uma letra G bem evidente e a inscrição Medicamento Genérico.

Medicamentos manipulados?

São aqueles produzidos em farmácia de manipulação ou farmácia magistral. O medicamento manipulado atende a uma prescrição médica específica para aquele paciente, por isso tem um caráter individual.

Esse tipo de medicamento deve apresentar todas as informações sobre suas características: prazo de validade, composição, quantidade ou volume, indicação da farmácia e do farmacêutico responsável pela manipulação do produto, indicações para o uso correto e, em especial, o NOME da pessoa que irá fazer uso do medicamento e o NOME do médico que prescreveu a fórmula a ser manipulada.

Medicamentos importados?

O medicamento regularmente importado deve apresentar, em língua portuguesa, todas as informações sobre suas características. Entre elas: qualidade, quantidade, composição, preço, garantia, prazo de validade e riscos à saúde e à segurança dos consumidores.

O importador deve estar claro e corretamente identificado, bem como suas formas de contato. Ele é responsável pelo produto que coloca no mercado e, em caso de acidente de consumo, deverá indenizar o consumidor. Além disso, é também de sua responsabilidade traduzir corretamente todas as informações da rotulagem e da bula do medicamento.

Medicamentos fitoterápicos?

São os que têm princípio ativo extraído de plantas. São também cada vez mais utilizados.

Os medicamentos fitoterápicos devem cumprir todas as exigências legais e sanitárias, como apresentar informações corretas, claras e precisas e em língua portuguesa sobre características, qualidade, quantidade, origem, composição, validade, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança do consumidor.

Medicamentos alopáticos e medicamentos controlados?

Medicamentos alopáticos: são os medicamentos que produzem efeitos contrários aos da doença. São os mais usados e receitados pelos profissionais de saúde. Pode-se dizer que são os mais usados em todo o mundo.

Medicamentos controlados: são medicamentos de controle especial que exige receituário próprio, de cor amarela ou azul, com cópia e retenção de uma via.


 
Veja também: