Tipos de AVC: isquêmico e hemorrágico. Sintomas e prevenção

Perguntas e respostas sobre tipos de AVC. Quais são os fatores de risco para qualquer um dos tipos de AVC? O que é AVC? Pode ser feita uma prevenção? Sintomas e prevenção

» Página Inicial

O que é AVC?

O AVC (acidente vascular cerebral), ou derrame cerebral, ocorre quando há um entupimento ou o rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea adequada. O AVC também é chamado de Acidente Vascular Encefálico (AVE).

Quais são os seus sintomas?

Diminuição ou perda súbita da força na face, braço ou perna de um lado do corpo,

Alteração súbita da sensibilidade com sensação de formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpo

Perda súbita de visão num olho ou nos dois olhos,

Alteração aguda da fala, incluindo dificuldade para articular, expressar ou para compreender a linguagem

Dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente acompanhada de vômitos,

Instabilidade, vertigem súbita intensa e desequilíbrio associado a náuseas ou vômitos,

Fraqueza.

Pode ser feita uma prevenção?

Sim. Muitos fatores de risco contribuem para o seu aparecimento. Alguns desses fatores não podem ser modificados, como a idade, a raça, a constituição genética e o sexo. Outros fatores, entretanto, podem ser diagnosticados e tratados, tais como a hipertensão arterial (pressão alta), a diabetes mellitus, as doenças cardíacas, a enxaqueca, o uso de anticoncepcionais hormonais, a ingestão de bebidas alcoólicas, o fumo, o sedentarismo (falta de atividades físicas) e a obesidade. A adequação dos hábitos de vida diária é primordial para a prevenção do AVC.

AIT ataque isquémico transitório?

É frequentemente designado por Mini-AVC e acontece quando o fornecimento de sangue para o cérebro é interrompido por um curto período de tempo. O AIT deve ser tratado como uma emergência. Deve procurar atendimento médico de urgência para avaliação.

Os sintomas são muito semelhantes a um acidente vascular cerebral (tais como a fraqueza de um lado do corpo, perturbações visuais e fala arrastada), contudo são temporários - duram alguns minutos ou horas, e depois desaparecem completamente dentro de 24 horas.

AVC isquêmico?

AVC isquêmico ou acidente vascular cerebral isquêmico se dá pelo comprometimento de alguma artéria cerebral. Dizemos que o AVC é isquêmico quando há uma obstrução da artéria, impedindo a passagem de oxigênio para as células cerebrais, que morrem - essa condição é chamada de isquemia. A diferença do AVC isquêmico para o AVC hemorrágico é o que segundo decorre do rompimento de um vaso, e não de seu entupimento. A obstrução da artéria pode acontecer por um trombo, que é um coágulo de sangue que se junta à parede do vaso sanguíneo, ou por um êmbolo, que nada mais é do que um trombo que se desloca pela corrente sanguínea até ficar preso em um vaso sanguíneo menor que sua extensão. As artérias que mais entopem são a carótida interna do pescoço ou a artéria cerebral média dentro do cérebro.

É o tipo de AVC mais comum, que acontece por causa da obstrução de um vaso (artéria) dentro do cérebro, interrompendo o fluxo de sangue naquele local, e fazendo com que a área cerebral irrigada por aquele vaso, morra, levando aos sintomas de AVC.

AVC hemorrágico?

O Acidente Vascular Cerebral, ou apenas AVC hemorrágico, também chamado pelos médicos pela sigla AVCH, é aquele que ocorre quando um vaso – artéria ou veia – rompe dentro do cérebro, causando extravasamento de sangue e inchaço naquela região onde houve o sangramento.

Quais são os fatores de risco para qualquer um dos tipos de AVC?

Obesidade,

Sedentarismo,

Uso excessivo de álcool,

Uso de drogas como cocaína ou metanfetaminas,

Hipertensão arterial. Este é o principal fator de risco que podemos intervir e de maior impacto para prevenir AVCs. Cada redução em 5mmHg da PA sistólica (número maior do índice de PA) reduz cerca de 25% o risco de ter um AVC. Ou seja, se você costuma ter PA de 14/90mmHg, e seu médico ajustar os seus remédios da pressão para manter em 135mmHg de PA máxima, teoricamente está reduzindo seu risco de um AVC em 25%,

Tabagismo (ativo ou passivo) – este problema é bastante realcionado ao AVCH,

Diabetes,

Síndrome da apneia do sono.


 
Veja também: