Funcionograma ou organograma. Imagens e exemplos


Um organograma ou funcionograma é usado para fazer a representação das unidades funcionais, hierárquicas e o processo de comunicação entre elas. Este tipo de recurso é muito valioso quando se deseja definir e mostrar o funcionamento de um processo empresarial, setorial, organizacional, entre outros.

Onde ele é usado?

As organizações de uma maneira em geral utilizam os organogramas para representar a distribuição da hierarquia, por exemplo. Quanto mais alto no funcionograma, mais importante é a posição dentro da hierarquia. Mas ele pode ser usado não só dentro das organizações, mas também para representar outros tipos de processos.

Quais os tipos mais comuns?

É importante considerar que ele não obedece a normas muito rígidas, sendo portanto facilmente adaptável às necessidades, mas de uma maneira geral podemos considerar alguns tipos como mais comuns, sendo eles:

Como criar um organograma?

Do ponto de vista funcional, para poder criar um funcionograma é necessário ter um amplo conhecimento dos processos, das unidades funcionais e como elas se comunicam. Desta forma, as pessoas com funções gerenciais são as mais indicadas para fazer o trabalho, uma vez que é natural que elas conheçam bem esses processos.

Qual programa mais indicado para criar um organograma?

Ele pode ser desenhado em qualquer programa de edição gráfico, mas acredito que o Power Point seja a melhor opção, uma vez que ele já disponibiliza alguns templates para criar esses modelos de funcionograma.

Onde encontrar esses cursos no Power Point?

Acesse o Power Point e vá na aba Inserir, depois clique no botão SmartArt e dentro dele escolha o template Hierarquia. Lá é possível encontrar vários modelos que podem ser usados como base para iniciar seu organograma. Mas observe que dentro de SmartArt há outros templates que também servem para criar representações funcionais.

Existe preconceito como organogramas?

Pode ser que sim, uma vez que ele estabelece hierarquia. Como podemos notar as hierarquias tem sido muito discutidas e em alguns cenários até resistidas, mas elas existem e os funcionogramas nada tem a ver como isso, pois eles são ferramentas de representação e portando cumprem bem esse papel.



Veja também:

 

2016   |   conteudo.inf.br   |   Política de privacidade